fbpx

O professor Luís Dib concedeu entrevista sobre o empreendedorismo brasileiro

Portal: Revista Exame
Data: 31/10/2019

 

Cidadãos do mundo

Um crescente grupo de empreendedores brasileiros mira outros países para acelerar a expansão de suas empresas. Para eles, o Brasil é um grande mercado – mas o mundo é maior

“Antigamente, as empresas tendiam a respeitar a distância psíquica”, diz Dib, da COPPEAD. “Elas iam para países vizinhos ou para Portugal. ” Hoje, as oportunidades parecem ter desbancado os temores. Uma delas é a arbitradelo de Upsala, estabelecido na universidade sueca”, diz Luís Antônio Dib, professor de negócios internacionais e planejamento estratégico na COPPEAD, escola de negócios da Universidade do Rio de Janeiro, que estudou o assunto em sua tese de doutorado. Por esse modelo, a empresa começa a exportar, depois abre uma subsidiária, adquire experiência local e, finalmente, abre uma fábrica.

 

Assessoria de Imprensa: Contextual Comunicação

Rolar para cima