fbpx

Novo artigo do prof. Leonardo Marques sobre investimento em ETF de Supply Chain

Portal: Investing.com

Se Quiser Ir Longe, Vá Acompanhado: Vale a Pena Investir em ETF de Supply Chain?

Você já se perguntou qual seria o retorno e o risco de uma carteira que refletisse um supply chain (cadeia de suprimentos) ao invés de empresas ou setores? Esta foi a pergunta que me fiz e apresento o racional e os resultados neste artigo.

Até a Segunda Guerra Mundial, a Toyota (NYSE:TM) (SA:TMCO34) era uma fabricante de automóveis sem nenhuma expressão, enquanto as três gigantes americanas GM (NYSE:GM) (SA:GMCO34), Ford (NYSE:F) (SA:FDMO34) e Chrysler disputavam a primeira colocação, e as montadoras europeias também já tinham grande porte e completavam o Top 10 do setor.

Em 1970, a Toyota atingiu a sexta posição; em 2005, a segunda posição; e em 2007, se tornou a maior (e melhor) montadora do mundo. Como uma montadora saiu do nada e chegou ao Top 1? A resposta sempre esteve no seu supply chain.

Como mostra uma série de estudos do Professor Jeffrey Dyer, a Toyota conseguiu implementar um modelo de colaboração vencedor com seus fornecedores. Durante o período de 1970 a 1990, por exemplo, enquanto a Toyota melhorou sua produtividade em 8 vezes, as três grandes americanas aumentaram sua produtividade em apenas 2,5 vezes.

Para ler a matéria completa, clique aqui.

Rolar para cima