fbpx

Publicação do release desenvolvido pela assessoria sobre a pesquisa Economia Circular, de Gustavo Nobre

Portal: Meio Ambiente Rio
Data: 22/10/2020

 

Economia Circular

Estudo do COPPEAD/UFRJ revela definição ideal para esse conceito na ótica de cientistas de diversos países

 

O termo Economia Circular (EC) se popularizou há alguns anos no mundo corporativo. Mas como ainda não existe uma definição formal e normatizada de sua aplicação, as empresas que se consideram circulares carregam consigo um “selo imaginário” de organizações preocupadas e atuantes em relação ao futuro do planeta, realizando suas iniciativas de acordo com o que acreditam ser EC.

Aliás, essa é uma das preocupações dos gestores responsáveis por enquadrar a empresa no índice ESG. Na tentativa de oficializar uma definição para o termo, pesquisadores do Coppead/UFRJ foram a campo para entender como a EC é definida pelas empresas e meio científico/acadêmico, assim como validar uma denominação final para apresentar ao mercado.

De acordo com Gustavo Nobre, pesquisador e coordenador do estudo, foram ouvidos 44 cientistas com vasta experiência e nível de Ph.D de diversos países e de áreas relacionadas ao tema.

A pesquisa foi indicada como um dos três melhores trabalhos, dentre 70 selecionados pela divisão de Gerenciamento de Operações e Logística do Congresso EnANPAD 2020, o segundo maior evento científico mundial na área de administração.

 

Assessoria de Comunicação: Contextual

Para ler a matéria completa, clique aqui.

Rolar para cima