fbpx

Margarida Gutierrez concede entrevista à Revista Forbes sobre a relação entre a política pública e a vacinação

Portal: Revista Forbes

A melhor política econômica é a vacinação, defende pesquisadora da UFRJ

A previsão de crescimento da economia brasileira é de 3,5% em 2021, segundo projeções feitas pelo ministro da economia, Paulo Guedes, nesta semana. A recuperação do PIB nacional, no entanto, depende fortemente de questões sanitárias, como a vacinação em massa da população, iniciada no último dia 18.

O número de vacinados no Brasil já ultrapassa a marca de 1,5 milhão de pessoas, segundo dados do consórcio de veículos de imprensa. Foram 8,9 milhões de vacinas distribuídas aos Estados e ao Distrito Federal: 2 milhões da AstraZeneca e 6,9 milhões da CoronaVac. De acordo com cálculos do Ministério da Saúde, do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), esse número é suficiente para vacinar 7% dos brasileiros pertencentes aos grupos prioritários.

Assessoria de comunicação: Contextual

Para ler a matéria completa, clique aqui,

Rolar para cima