Diesel está R$ 1,62 mais caro que gasolina

Contribuição: Profº Rodrigo Leite

O consumidor que antes optava pelo diesel para economizar já não escolhe esse combustível com a mesma facilidade hoje. Após as contínuas altas da Petrobras, os cenários se inverteram e o litro do diesel chegou a ser vendido por R$ 8 no Brasil. Em junho, ele ultrapassou o valor da gasolina e não apresentou quedas tão significativas mesmo com os anúncios de reduções de pela estatal, que levam em consideração as cotações do barril de petróleo no mercado internacional.

Na bomba, o diesel está, em média, R$ 1,62 mais caro que a gasolina no Grande ABC. Os dados são do levantamento semanal da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), que voltou a divulgar os preços nesta semana após um ataque cibernético que ocorreu no site em 04 de agosto.

Em relação à disparidade dos preços, a estipulação de teto do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviço) sobre a gasolina teve influência, já que a cobrança da taxa estadual caiu de 25% para 18%, mas outro fenômeno está retendo as quedas.

“Leva um tempo até as quedas chegarem na bomba. Às vezes, a redução não é repassada totalmente. São os chamados ‘preços grudentos’. O valor aumenta, gruda e não descola. Então, quando tem uma retração, ele não cai na mesma quantidade”, pontua Rodrigo Leite, professor de Finanças e Controle Gerencial do COPPEAD/UFRJ (Instituto de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração da Universidade Federal do Rio de Janeiro).

(…)

Acesse o artigo na íntegra clicando aqui.

Rolar para cima