fbpx

A professora Margarida Gutierrez concedeu entrevista sobre a crise econômica do país

Portal: Correio Brasiliense
Data: 31/10/2019

 

Crise nos países vizinhos não vai afetar a agenda econômica no Congresso

Especialistas avaliam que mudanças liberais no Brasil são equilibradas pelo Congresso, que tem foco social. Matérias defendidas pela equipe de Bolsonaro são bem mais amenas do que a de países vizinhos, pois não mexem com saúde e educação básica

 Pelo mesmo motivo, a economista da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Margarida Gutierrez não acredita que a situação dos países vizinhos possa atrapalhar a agenda econômica do governo. “Não tem como comparar o Chile com o Brasil. Não tem nada de liberal nas pautas que são propostas pelo governo brasileiro. Não é uma agenda liberal, é um ajuste fiscal para tentar organizar as contas públicas”, explicou.

O governo e o Congresso, na opinião dela, não estão dispostos a mudar os rumos das pautas no radar. “Hoje não vejo esse risco. É fórmula para dar tudo errado. Acho que nosso Congresso está muito consciente da necessidade de continuar na agenda fiscal. Deve continuar indo por esse caminho”, acredita Margarida Gutierrez.

 

Assessoria de Imprensa: Contextual Comunicação

Rolar para cima