fbpx

Indução de inovações em serviços: compras governamentais para a inovação ou compras de inovações?

Tipo
Artigos

Ano
09/07/2015

Linha de Pesquisa
Formação, Crescimento e Transformação de Sistemas de Negócio, Organizacionais e Sócio-Econômicos

Autor(es)
Marina Figueiredo Moreira, Eduardo Raupp de Vargas

Orientador

https://www.coppead.ufrj.br/wp-content/uploads/2021/09/Inducao-de-Inovacoes-em-Servicos.pdf


Revista Gestão & Tecnologia, v. 15, n. 2, pp. 186-210. Resumo: Este estudo tem por objetivo investigar a relação entre a contratação de serviços de software pelo governo federal e o surgimento de inovações nas empresas desenvolvedoras sob a premissa teórica de uso das compras para a inovação. Adota-se abordagem integradora para o estudo da inovação em economias de serviços e utiliza-se o Chain-Linked Model para a compreensão do processo de indução. Tem-se um estudo de casos múltiplos, com dez unidades de análise. Coletam-se relatos por entrevistas semiestruturadas com profissionais de perfis estratégico e técnico identificando inovações em três momentos: pré-venda, prestação de serviços e pós-venda. Utiliza-se codificação temática para a construção de categorias para a análise dos relatos coletados. Os resultados apontam surgimento de inovações apesar da não intencionalidade governamental em sua indução, contrariando a premissa teórica de uso das compras para a inovação. As soluções inovadoras desenvolvidas mostram-se mais voltadas ao atendimento a parâmetros burocráticos que à obtenção de benefício econômico e à geração de soluções inéditas na economia, o que restringe sua difusão no mercado e limita sua aplicação à esfera governamental.

Rolar para cima