Caso Queremos! Desafios de uma startup na pandemia

Tipo
Artigos

Ano
12/08/2022

Linha de Pesquisa
Tomada de Decisão, Comportamento e Ética

Autor(es)
Eduardo Russo, Diogo Pereira, Thiago Cañellas, Victor Almeida

Orientador

https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape/article/view/86733


Caso deseje uma cópia integral da tese/dissertação, por favor envie um e-mail para biblioteca@coppead.ufrj.br.

Cadernos EBAPE.BR. Vol. ahead-of-print No. ahead-of-print. Resumo: Criada em 2010, no Rio de Janeiro, a Queremos! surgiu com uma proposta inovadora de aproximar fãs e artistas através de uma estrutura de financiamento coletivo, que possibilitava a viabilização de shows em localidades que normalmente não estariam contempladas nas turnês originais. Após um reposicionamento do modelo de negócios em 2013, a empresa abandona o modelo de crowdfunding que a fez famosa para se especializar na produção de eventos ao vivo, o que lhe possibilitou, além de uma incursão para os EUA entre 2013 e 2016, a expansão da marca com forte presença nas principais capitais brasileiras nos anos seguintes. No entanto, após seu melhor ano em 2019, a empresa foi surpreendida pela pandemia da COVID-19, que afetou drasticamente o setor de entretenimento e live-events no Brasil e no mundo. O caso coloca o leitor no papel dos sócios da empresa, de forma a refletir sobre os desafios estratégicos e operacionais que a Queremos! teve de enfrentar a partir da proibição dos eventos ao vivo devido à pandemia. O caso é indicado para alunos de graduação e pós-graduação de cursos de administração e produção cultural preocupados em discutir temas e conceitos ligados à área de planejamento em tempos de incerteza, análise de risco, gestão da mudança, modelagem de negócios, e inovação em startups.

Palavras-chave: Entretenimento. Live-events.  Modelagem de negócios. Startups. COVID-19.

Rolar para cima