fbpx

Carlos Heitor Campani concede entrevista ao portal de notícias EPBR sobre a queda do petróleo

Portal: EPBR

Petróleo cai à espera da OPEP

A valorização do Brent em fevereiro poderia ter sido maior não fosse o desempenho negativo dos preços do petróleo na sexta (26/2), quando recuaram com força, pressionados pela valorização do dólar, em momento em que o mercado espera que a oferta da commodity aumente em resposta à volta das cotações aos níveis pré-pandemia.

— Os contratos futuros do Brent para abril, que expiraram na sexta, fecharam a sessão em queda de US$ 0,75 (-1,12%), a US$ 66,13 o barril. Já os futuros do WTI recuaram US$ 2,03 (-3,2%), para US$ 61,50 o barril.

— A queda de sexta refletiu uma realização de lucros depois que tanto Brent quanto WTI subiram quase 20% no mês, impulsionados por interrupções de oferta nos EUA e pelo otimismo com a recuperação de demanda graças aos programas de vacinação contra a covid-19.

— Os investidores também estão apostando que a reunião do OPEP+, marcada para esta semana, resultará no retorno de mais oferta ao mercado. Investing.com, com Reuters

— A reabertura das negociações com o Irã, pelo acordo de controle do desenvolvimento de armas e tecnologia nuclear, pode impactar a oferta de óleo. Sob fortes embargos impostos durante o governo Trump, a volta do Irã ao mercado oficial de óleo pode resultar em um aumento de oferta de 500 mil barris/dia. Bloomberg

Assessoria de Comunicação: Contextual

Para ler a matéria completa, clique aqui.

Rolar para cima